Páginas

Loading...

domingo, 17 de maio de 2015

Acordo Ortográfico é obrigatório em Portugal


A partir do dia 13 de maio de 2015 passa a ser obrigatório, oficialmente em Portugal, o uso do novo acordo ortográfico (AO) da língua portuguesa. Cumprem-se assim seis anos do período de transição, tendo em conta a data de 13 de maio de 2009, que marcou sua entrada em vigor em Portugal.

O assunto, ao longo dos anos sempre gerou uma polêmica exponencial, e hoje há várias ações em tribunal para travar o processo. O que pensam os agentes da palavra sobre isso? É ,ou não, benéfico para a sociedade o novo acordo ortográfico?

Acordo tem erros gramaticais.

Quem o afirma é Maria João Santos, professora de português da Escola Secundária da Amadora.
"Com este novo acordo perdemos letras que representavam sons que abriam as nossa vogais. Perdemos consoantes importantes. Agora escrevemos 'receção' e 'recessão'. Na oralidade fica-se sem perceber se se fala da 'recessão econômica' ou 'receção de alguma coisa", graceja.

"A perda dos hífenes não faz sentido em termos gramaticais, porque nós dizíamos 'fim-de-semana' e isto era uma palavra composta. Agora, com o acordo, dizemos que um substantivo. E não é nada. São três substantivos, 'fim', 'de', 'semana'. O acordo gramaticalmente, tem muitas falhas", sublinha a professora.

Fonte:http://jpn.up.pt/2015/05/13/acordo-ortografico-agora-obrigatorio-nao-unanime/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares