Páginas

Loading...

domingo, 26 de agosto de 2012

Curso de Português para Estrangeiros



Os estudantes universitários procuram cursos preparatórios do TOEFL (Text Of English as a Foreign Text). Outros se preparam no Cambridge Examinations. Alguns buscam o preparatório para o D.E.L.E. (Diploma de Español como Lengua Extrajera).

Para prepara para um teste desses o profissional precisa ter o conhecimento das duas línguas e ter o preparo em Letras. No caso do teste da língua espanhola, o professor deve está embasado na Nova Ortografia da Língua Espanhola, adotada em 2010, e preparada pelas 22 academias durante 8 anos.

O que vemos em muitos lugares como Garanhuns, por exemplo são profissionais sem formação em Letras e não se preocupam em fazer capacitação por serem nativos da língua em questão.

Aqui está uma sugestão para eles: primeiro aprendam a língua portuguesa e procurem uma pessoa capacitada para ensinar a língua falada no Brasil.  

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Termina hoje a inscrição do Celpe-Bras


Termina hoje, em várias instituições de ensino superior, a inscrição para o Celps-Bras, que avalia a proficiência dos estrangeiros em língua portuguesa.

A primeira etapa:

 De 7 a 23 de agosto de 2012 é a fase da inscrição, feita exclusivamente pela internet.

A segunda etapa:

Efetuar o pagamento da taxa de inscrição no valor de R$90,00 por depósito identificado em qualquer agência do Banco do Brasil em caixa pessoal (não em caixa eletrônico).

A terceira etapa:

O candidato deverá comparecer à instituição onde será aplicado o teste no dia 28 de agosto de 2012 das 10h às 16h.

A Universidade Federal do Rio de Janeiro, a Universidade Federal do Rio Grande  do Sul e a Universidade Federal de São Carlos são algumas delas.

Assim como os brasileiros são submetidos ao DELE para a avaliação em Língua Espanhola e ao TOEFL e o Cambridge Examinations para avaliação da Língua Inglesa, os estrangeiros que estão no Brasil e pretendem entrar em uma universidade ou exercer certas profissões são submetido ao Celpe-Bras.

sábado, 18 de agosto de 2012

Arnaldo Niskier defende o Acordo Ortográfico



O ex-presidente da Academia Brasileira de Letras defende o Acordo Ortográfico.  "Há hoje de 280 milhões de falantes da Língua Portuguesa, sendo 250 milhões de nativos e 30 milhões de segunda língua. Somos a sexta língua mais falada do mundo, o que não foi motivo ainda que ela merecesse a sua oficialização na Organização das Nações Unidas.

Resta-nos o obstáculo das diferenças que o Acordo Ortográfico de Unificação de Língua Portuguesa procura corrigir, sem buscar a unidade prosódica que seria fora de propósito. Cada país da Comunidade Lusófona deve falar preservando as suas características. Assim se garantem a variedade e a riqueza do idioma.

O Acordo entrará em vigor, definitivamente, no dia 1 de janeiro próximo. Há resistência em Portugal, com a tese absurda de que o Brasil tenta uma nova forma de colonialismo cultural com a sua implantação  ("cedências excessivas" dizem eles) ou o emprego de "bizarrices", com acusa o escritor Graças Moura.

Enquanto nossos livros, jornais e revistas adotaram a simplificação vernacular, na tera de Eça de  Queiros (1845-1900) há resistências incompreensíveis, retardando a unificação presente, de resto uma velha reivindicação lusitana, aprovada na década de 1940.

Em encontro recente, na Academia Brasileira de Leras, o filólogo Evanildo Bechara, dos mais respeitados em nosso país, recordou a defesa que da nossa língua fez o escritor José de Alencar (1829-1877) em 1º de agosto de 1865 no pósfacio de Diva.

Fonte: http://ventosdalusofonia.wordpress.com/2012/08/18/



Arnaldo Niskier é Bacharel em Matemática (1957) e Licenciado em Matemática (1958) pela UERJ. Bacharel em Pedagogia (1961) pela UEJ. Doutor em Educação (1964) pela UERJ.

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Cordel Ortográfico em Cordel



Os criadores do cordel são muito competentes em sua arte. Um deles é Antonio Barreto que criou os seguintes versos:

Da regras a mais difícil
Deve ser "hifenizar"!
Não confunda, meu amigo
Com o verbo infernizar!
O HÍFEN é complicado
Portanto esteja ligado:
Agora vou lhe explicar:

Se o prefixo terminar
Por exemplo em vogal
E o segundo elemento
For "r" e "s" de sal;
Consoante duplicada
Tire o hífen da jogada
E veja como é legal

Escreva microssistema
Contrarregra, infrassom
Biorritmo, autorretrato
Minissaia, ultrassom
Antessala, antirracismo
Cosseno, neorrealismo
E veja como é tão bom!



segunda-feira, 13 de agosto de 2012

XVI Congresso Nacional de Linguística e Filologia



Nos dias  27 até 31 de agosto de 2012 acontecerá o XVI Congresso Nacional de Estudos Filológicos Linguísticos, no Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, por iniciativa do Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos.

Durante a realização deste Congresso, haverá 21 mesas-redondas das 8h às 10h, quatro conferências das 10h às 12h.

O objetivo do Congresso é divulgar as pesquisas filológicas e linguísticas;

Ampliar os estudos de Filologia e Linguísticas nas Faculdades e Institutos de Letras;

Promover o intercâmbio nacional e internacional dos estudos e pesquisas nesses campos;

Demonstrar a utilidade dos estudos e pesquisas filológicas e linguísticas para o desenvolvimento das ciências e das tecnologias em geral;

Como o XVI Congresso Nacional de Estudos Filológicos e Linguísticos será em homenagem a Leodegário Amarantis de Azevedo Filho, todas as linhas de pesquisa que tiveram o apoio bibliográfico nas suas obras serão consideradas pertinentes à temática do evento.

Fonte: http://www.filologia.org.br/xvi_cnlf/

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Gramática Pedagógica da Língua Portuguesa



A Gramática Pedagógica da Língua Portuguesa é de fácil compreensão, e foi produzida pala estudantes do ensino fundamental II. Revisada segundo a nova ortografia, apresenta a teoria a partir de variados gêneros textuais, e contém exercícios que ajudam na fixação.

Os autores:

Roberto Melo Mesquita é Licenciado em Letras pela PUC-SP; Licenciado em Pedagogia pela Unicastelo e Mestre em Língua Portuguesa pela PUC-SP;

Cloder Rivas Martos é Licenciado em Letras Clássicas pela PUC-SP e Licenciado em Pedagogia pela Faculdade Camilo Castelo Branco.

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Cleonice Berardinelli



Nascida em 28 de agosto de 1916, no Rio de Janeiro, Cleonice Bernardinelli formou-se em Letras Neolatinas pela Universidade de São Paulo (1938) e livre-docente pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1959) com dissertação intitulada "Poesia e Poética de Fernando Pessoa. Especialista em Luiz de Camões e Fernando Pessoa, é professora emérita da Universidade Federal do Rio de Janeiro. e da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Ela é pesquisadora 1-C do Conselho Nacional Científico Tecnológico, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.

É autora, entre outras obras, de: Estudos camonianos (1973); Obra em prosa: Fernando Pessoa (1974); Estudos de Literatura Portuguesa (1985); Alvaro de Campos - A passagem das horas (1988); Poesia de Alvaro de campos (1990); e Fernando Pessoa: outra vez te vejo...(2004).

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Cleonice_Berardinelli

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Gramática e Tecnologia



Os estudantes têm tido dificuldades nas construções gramaticais porque não gostam de ler e detestam escrever pelas normas gramaticais, mas vivem mandando mensagens em celulares e computadores, sem preocupação "com a norma culta na escola". Quando um especialista em língua portuguesa faz críticas à linguagem utilizada em computadores e celulares, na verdade, não deixam de reconhecer que elas são adequadas naquele momento. O debate gira em torno de aquela linguagem se tornar a única linguagem utilizada pelos alunos.

Nas universidades a questão é mais complicada. Preocupados em dominar uma língua estrangeira, eles relaxam no estudo de um texto escrito em língua portuguesa.

Em entrevistas de trabalhos muitos apresentam bom conhecimento em inglês, francês, espanhol etc. Mas são reprovados em língua portuguesa.

Gramática Completa para Concursos


Gramática Completa para Concursos e Vestibulares traz a teoria gramatical explicada de um modo simples e mais 500 testes de multipla escolha selecionados de concursos públicos e vestibulares promovidos por diversas instituições brasileiras, constantes em uma lista no final do volume. Esta obra foi pensada para tornar o estudo da Gramática uma atividade prazerosa, distanciando-a daquela daquela ideia de informações maçantes difíceis de decifrar.

Autor:

Nilson Teixeira de Almeida

Licenciado em Língua Portuguesa pela USP.

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Livros didáticos de Português


O MEC tem distribuído livros didáticos escritos por linguistas há um bom tempo. Caso alguém ainda esteja achando que a escola utiliza livros sem reflexão feita pelos autores, este alguém não entendeu gramáticas e livros didáticos têm sido elaborados por especialistas em linguagem.

O curioso é rejeitar livros com a norma culta sob a alegação de elitismo e seguir manuais produzidos por jornalistas e advogados sem formação em Letras.

O livro PORTUGUÊS LINGUAGENS,  de William Roberto Cereja e Thereza Cochar Magalhães é um exemplo disso.

Temos ainda:

O livro Português: língua e cultura, de Carlos Alberto Faraco é mais um exemplo.

O livro Gramática da Língua Portuguesa, de Roberto Melo Mesquita.

O livro Gramática Objetiva da Língua Portuguesa, de Renato Aquino.

O livro Gramática Aplicada da Língua Portuguesa de Manoel Pinto Ribeiro.

Assim, seria bom que os graduandos em Letras não se deixassem levar por opiniões fantásticas e buscassem aprender mais com os que conhecem sobre o assunto, deixando de lado os jornalistas e bacharéis em direito ensinado-lhes o que eles mesmos não sabem..


Arquivo do blog

Postagens populares