Páginas

Loading...

sábado, 29 de janeiro de 2011

Entrevista com o linguista Luiz Carlos Cagliari


Para o linguista Luiz Carlos Cagliari,da Unesp, o Acordo Ortográfico não tem base científica. Veja um trecho da entrevista.

Agência FAPESP: Há bases científicas para as modificações contempladas pelo Acordo?

Luiz Carlos Cagliari: As reformas ortográficas têm sido feitas sem o conhecimento científico do que vem a ser a ortografia. Desse erro original deriva uma série de equívocos. Mas a questão fundamental não é se as mudanças serão feitas em determinadas regras. O fundamental é saber se há necessidade de mudança. Os argumentos dados para justificar uma reforma como essa são, em geral, falhos.

Agência FAPESP: Poderia dar exemplos desses argumentos?

Luiz Carlos Cagliari: Um deles é "facilitar o uso da língua". Mudar a ortografia não facilita a vida de ninguém, porque a ortografia não representa a fala de ninguém. É simplesmente uma representação gráfica que permite a leitura.

Agência FAPESP: A unificação não facilitaria a comunicação diplomática entre os países?

Luiz Carlos Cagliari: Unificar a ortografia é um equívoco. Apesar de seguir regras de uso, tiradas de uma tradição, a ortografia, como a linguagem em geral, sofre transformações no tempo e no espaço. A história da ortografia mostra que a escrita se transforma continuamente.

Fonte: http://www.agencia.fapesp.br/materiaq7667/entevistas/ruidos-ling-isticos-com-trema-por-enquanto-,htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares