Páginas

Loading...

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

A Formação do Lexico Português


A língua portuguesa é essencialmente latina, uma vez que sua estrutura morfológica e sintática é, com pequenas variações, a mesma do latim vulgar. Outras línguas, além do latim, exerceram influência sobre o português; porém, tais influências foram mais profundas na parte do vocabulário. Muitas há, com efeito, que são originárias do grego, do espanhol, do francês e de muitas outras.

No século V, desencadeiam-se sobre o Império Romano, os bárbaros, vindos do nordeste europeu. Desse modo, toda a aparente unidade linguística de tão vasto território se fragmentou, sob a atuação de várias causas: com o esfacelamento do poder, do exército e, por conseguinte, do vasto domínio romano, tornaram-se independentes as províncias; as escolas fechadas, pois era opinião dos bárbaros que a instrução prejudicava o homem; o que havia de latim foi recolhido aos mosteiros, e seu estudo proibido. Como consequência desses fatos, surgiram na Hispânia(Espanha) vários dialetos: o leonês(de Leão), o aragonês(de Aragão) e o castelhano(de Castela). Todos estes dialetos predominaram em suas regiões, até que o castelhano, graças à sua supremacia política, passou a ser a língua oficial.

O mesmo sucedeu à Lusitânia, até que o português se sagrou como língua de nacionalidade portuguesa.
Da dominação germânica, há vestígio em mais de duzentas palavras, que ficaram incorporadas ao nosso vocabulário. São, sobretudo, termos de guerra.
Três séculos aós a invasão bárbara, a Península Ibérica é novamente abalada, agora pela invasão árabe.
A língua árabe é semita e pouca influência exerceu sobre toda a península, tendo o castelhano recebido e conservado maior número de palavras árabes do que a língua portuguesa.
No século IX, deu-se a fundação da monarquia portuguesa, vindo o português a tornar-se a verdadeira língua de nacionalidade portuguesa.
No século XVI, ocorre o descobrimento do Brasil e a língua portuguesa entra em nossa Pátria, onde encontra o elemento indígena e depois o africano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares